Colômbia não condenou ataques a Igreja na Nicarágua na OEA por ordem do governo

Dom Rolando Álvarez vigiado pela polícia em 4 de agosto de 2022 / Diocese de Matagalpa