Padre exilado diz por que o papa Francisco não foi mais incisivo sobre a Nicarágua

Peregrinação em apoio aos bispos em julho de 2018 / Javier Ruiz (Facebook Arquidiocese de Manágua)